queda nas vendas de celulares

Entenda por que Coronavírus derruba vendas de celulares!

Diversos aspectos e acontecimentos podem influenciar nas vendas de diversos produtos, que podem ser relacionados desde o ramo da alimentação ao da tecnologia. Uma questão de saúde foi responsável pela queda nas vendas de celulares e isso tem preocupado as empresas do ramo.

DICA: Conheça o SNAPTUBE, o melhor app para baixar áudio ou vídeo de músicas e videoclipes de YouTube, Facebook, Instagram, Vimeo, Vine, entre outros sites

Conforme tem se noticiado há algumas semanas, um surto de Coronavírus vem afetando algumas nações, principalmente orientais, embora alguns países do ocidente já tenham relatado casos.

queda nas vendas de celulares

O vírus, que afeta as vias nasais e já levou milhares à morte, vem causando uma crise na saúde mundial e, ainda, uma crise socioeconômica que afeta principalmente a China, que, por sua vez, registra o maior número de casos de contágio.

Dessa forma, sendo a China uma das maiores produtoras de tecnologia e detentora de inúmeras indústrias de peças e componentes de dispositivos móveis, essa crise levou à queda nas vendas de celulares no mundo todo.

Entenda abaixo a crise que assola a China em razão do Coronavírus e como ela afetou a venda de celulares no mundo todo, assim como isso afeta o mercado.

Coronavírus e queda nas vendas de celulares

A queda nas vendas de celulares é a pior crise no ramo em 5 anos. Isso é o que revelou uma reportagem do Trendforce que registrou o impacto sofrido pelo segmento tecnológico e como ele pode tornar o primeiro trimestre de 2020 uma verdadeira tragédia nas vendas.

Além disso, a empresa mais afetada pela queda nas vendas de celulares é a Apple e seus dispositivos Iphone. Apesar disso, cabe ressaltar que os smartphones não passam ilesos à crise, porém serão menos afetados por ela.

No geral, estima-se que o primeiro trimestre de 2020 feche com a queda nas vendas de celulares alcançando 12% a menos do que o vendido no mesmo período do ano passado. Esse dado corresponde, por sua vez, à pior queda nas vendas nos últimos 5 anos.

Veja abaixo como o Coronavírus afeta as quedas e, também, porque a Apple foi a mais prejudicada.

Coronavírus: qual sua relação com a queda nas vendas de celulares?

Primeiramente, cabe entender como um vírus pode afetar as vendas da área tecnológica. Isso ocorre por diversos motivos que se somaram e levaram à queda nas vendas de celulares.

Um dos motivos, sem sombra de dúvidas, é o fato de que diversas fábricas de celulares possuem suas fábricas localizadas em território chinês. Isso, pois, ocorre em razão da mão de obra barata e, principalmente, pelo alto desenvolvimento tecnológico oriental.

Além disso, diversas empresas que não necessariamente possuem suas bases na China dependem de algumas peças que são exclusivamente produzidos por indústrias chinesas, responsáveis pela criação daquela determinada tecnologia.

Assim, com diversas cidades entrando em estado de quarentena (período no qual uma localidade fica isolada a fim de que se combata o vírus ou problema ali existente e ele não possa se espalhar), o próprio funcionamento das indústrias foi afetado.

Também, é inegável a desconfiança com a qual produtos e empresas chinesas tem sido visto, fruto de ignorância e falta de informações sobre como o vírus realmente se espalha.

Nesse sentido, cabe esclarecer que ele é transmitido pelo ar por contato entre uma pessoa infectada e outra que não esteja. Assim, é impossível ser “transportado” ou utilizar produtos como forma de contaminação.

A retomada nas vendas depende do controle do surto do vírus que, se não for contido até o final de fevereiro, continuarão em baixa em razão da dependência de produtos essenciais ao dispositivo, como os módulos de câmera, por exemplo.

Empresas afetadas pelo Coronavírus

A queda nas vendas de celulares afetou diversas empresas e, conforme já adiantado, afetou de maneira especial a Apple, responsável pela venda de Iphones.

Apple e a queda nas vendas de celulares

A Apple, empresa norte-americana famosa por seus produtos tecnológicos que abrangem desde relógios inteligentes a dispositivos de música, celulares, tablets e computadores, foi uma das que mais sofreu com a queda nas vendas de celulares.

queda nas vendas de celulares

Conforme a própria empresa admitiu no último dia 17, essa crise impossibilita o alcance das metas de vendas que foram traçados no final de 2019, antes do surto do vírus e da afetação de sua produção. Ou seja, a empresa já admitiu os prejuízos irremediáveis da crise.

Esse prejuízo à Apple se deve, principalmente, ao fato de que a grande maioria das suas fábricas está localizada em solo chinês, além de fazer uso de diversas peças que são produzidas por outras fábricas da China.

Dessa forma, estima-se que do total da queda nas vendas de celulares, 10% sejam referentes aos Iphones, dispositivo da marca norte-americana.

Além disso, também serão afetadas as vendas de seus AirPods e Apple Catches, que devem cair em até 16% em relação ao ano passado.

Queda nas vendas de celulares também afetou a Samsung

Por outro lado, os celulares da marca Samsung, uma das maiores empresas do ramo de smartphones, serão afetados de maneira muito mais leve.

Isso porque a marca coreana não possui mais fábricas na China. Dessa forma, será afetada pela ausência de alguns componentes, com queda nas vendas de celulares em apenas 3%.

Published by

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *